Lançamento!Novo Modulo de Avaliação de Desempenho ->Quero saber mais!

Performance

RH Ágil: Metodologia Ágil para RH

3 Min de Leitura

Neste post você verá:

De onde vem o RH Ágil

O conceito ágil surgiu no ano de 2001, quando profissionais da área de tecnologia se reuniram para avaliar pontos positivos e negativos em seus respectivos trabalhos. Nasceu assim o Manifesto Ágil, com quatro valores e doze princípios fundamentais, que visam melhorar a condução e os resultados dos mais variados projetos.

Tal manifesto impactou a cultura de diversas organizações, que perceberam a importância de uma construção coletiva, colaborativa, interativa e permeável a mudanças. Venha conosco descobrir um pouco mais a respeito dessa abordagem e entenda como é possível adotar o RH Ágil e atingir os objetivos da sua empresa.

O Manifesto Ágil do RH

Manifesto Ágil do RH foi pensado por um grupo de profissionais de Recursos Humanos, que trouxe uma adaptação do que foi construído pelos profissionais de tecnologia.

Logo abaixo transcrevemos os pilares do Manifesto Ágil do RH, cujo objetivo é buscar uma cultura de engajamento no local de trabalho. Assim como o Manifesto do Grupo de Tecnologia, o que se procura é fazer e ajudar os outros a fazerem.

O Manifesto Ágil do RH valoriza MAIS

  • redes colaborativas;
  • transparência;
  • adaptabilidade;
  • inspiração e engajamento;
  • motivação intrínseca;
  • ambição.

O Manifesto Ágil do RH valoriza MENOS

  • hierarquia;
  • sigilo;
  • prescrição;
  • gestão e retenção;
  • recompensas extrínsecas;
  • obrigação.

É claro que os pontos menos valorizados têm sua importância dentro das  empresas. Porém, para um RH ÁGIL, tais ações não colaboram com uma evolução coletiva que atende a mudanças rápidas.

Os princípios de um RH Ágil

Antes de tudo, é preciso entender que o termo ÁGIL aqui não significa somente fazer mais rápido, mas sim evitar o desperdício de priorizar coisas que não são fundamentais para o sucesso do projeto.

É assim que se possibilita ganhar produtividade em qualquer área da empresa, identificando e eliminando, em cada processo, a redundância de informações e o excesso de burocracia, frutos da falta de confiança.

É justamente para que você possa contar com um grupo coeso, em que a confiança seja a base, que o processo de melhorias deve ser contínuo e que todos trabalhem POR TODOS.

Dessa forma, o RH Ágil deve seguir alguns princípios.

  1. Apoiar as pessoas para que elas se engajem e cresçam em seu local de trabalho.
  2. Incentivá-las a aceitar as mudanças e adaptar-se quando necessário.
  3. Ajudar a construir e apoiar redes de capacitação, equipes auto-organizadas e colaborativas.
  4. Apoiar e motivar a capacitação do colaborador e da equipe;
  5. Ajudar a equipe a construir um ambiente necessário para desenvolver o seu trabalho.
  6. Promover o crescimento profissional para aproveitar os diferentes talentos e potenciais dos colaboradores.

Humanos não são recursos

Sabemos que são as pessoas que dão vida à empresa. São elas as responsáveis por planejar objetivos e atingi-los. Seres humanos não são máquinas. Eles têm sentimentos, emoções, buscam destaque, maiores cargos, dinheiro etc.

O RH Ágil não enxerga seus colaboradores como peças inertes, que apenas ocupam determinados cargos. Pelo contrário, essa abordagem entende que pessoas precisam se manter engajadas, satisfeitas, felizes, capacitadas, motivadas e solidárias com os demais colegas da equipe.

Quando há essa percepção, não se enxerga mais o indivíduo apenas pelos recursos que ele entrega à empresa. O indivíduo passa a ser valorizado pelo o que ele é, sente e, principalmente, pelo que ele pode produzir se for adequadamente estimulado em seu ambiente de trabalho.

Sendo assim, uma empresa que adota o método do RH Ágil mostra que está buscando caminhos diferenciados para criar uma equipe capaz de pensar e agir de forma coesa em busca de um mesmo objetivo: o sucesso da empresa.

Postagens Relacionadas
DesenvolvimentoEngajamentoGestão de PessoasPerformance

Tendências de RH: prepare-se para 2024!

36 Min de Leitura
À medida que nos aproximamos de 2024, o campo de Recursos Humanos (RH) continua a evoluir em resposta a mudanças tecnológicas, expectativas…
DesenvolvimentoPerformance

eNPS: Employee Net Promoter Score – NPS para Funcionários

4 Min de Leitura
Boa parte das empresas já adota o NPS (Net Promoter Score). Trata-se de um indicador-chave para avaliar o negócio, especialmente a satisfação do cliente com…
Gestão de PessoasPerformance

Técnica dos 5 Porquês: Encontre a Causa Raiz

4 Min de Leitura
Encontrar a verdadeira raiz de um problema recorrente nos processos de uma empresa não é uma tarefa fácil. Por muitas vezes, os sintomas…
Receba os melhores conteúdos de gestão de pessoas

 "Faça como +5.000 Líderes e RHs receba as melhores práticas de gestão de pessoas"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Gestão de Pessoas

Qual a relação entre cultura organizacional e liderança?